domingo, 11 de novembro de 2012

"Será que o Estado quer mesmo que o crime organizado acabe?

    Temos visto e ouvido em praticamente todos os noticiários, em todos meios de comunicação, falar-se da "onda de violência" na Cidade de São Paulo e nas cidades metropolitanas.Segundo reportagens, uma retaliação do crime organizado a mortes de criminosos causadas por policiais da ROTA.
    Sabe-se que a violência a princípio seria "vingar-se" de policiais da região da Comunidade de Paraisópolis, porém a violência se espalhou pela Capital,  por cidades metropolitanas e além disso está sendo praticada contra pessoas aparentemente inocentes, como um caso de um garçom que, que por morar no mesmo condomínio onde mora um policial, foi confundido com este e acabou morto por engano. 
     Sabe-se que o crime sempre existiu, existirá e talvez jamais seja vencido por completo. Sabe-se também que sem ele falta argumento para candidatos políticos com inteligência minguada para convencer uma população "inocente" do porquê confiar-lhes seu voto.
    Não é fácil combater o crime organizado, principalmente quando o Estado nega a existência do mesmo. Dificilmente o poder público conseguirá vencer e acabar com a violência ignorando ideias, conselhos de especialistas e, além disso, ignorando as necessidades básicas da população das periferias.
    Então me vem uma pergunta: Será que o Estado quer mesmo que o crime organizado acabe? Será que este Estado a quem "confiamos" nossos votos, nossos impostos, deseja mesmo por fim à violência? Será que alguém não lucra com isto? Se é tão fácil acabar com o crime organizado, como afirmam especialistas, por que o Governo continua de ouvidos tapados? 
  Ouvi e vi numa reportagem do Domingo Espetacular da Rede Record, que é simples resolver esta situação: "Basta levar à falência o crime organizado". Pois este precisa de dinheiro, muito dinheiro para existir e fortalecer-se. 
    Será que não falta força de vontade do Estado? Falta humildade para assumir que errou quando ignorou a existência de uma facção criminosa poderosa e ativa no Estado de São Paulo? Falta o que exatamente?Porque impostos para financiar o Estado para agir é que não faltam!
    Se o Governo quisesse mesmo acabar com a violência na Cidade de São Paulo, nas regiões metropolitanas e por todo o Estado, já teria o feito. Não faltam recursos, não falta apoio da população que paga impostos (e caros!) e quer sair para trabalhar honestamente, voltar para casa com segurança e viver em paz!
É isso,

Ilma Madrona.

Um comentário:

  1. Gostei do texto!
    Vou compartilhar para os meus amigos verem!
    Bjs.

    ResponderExcluir